• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • LinkedIn
  • Facebook
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > LTU5222

Gestão de Alojamento Turístico

Código: LTU5222    Sigla: GAT

Ocorrência: 2020/21 - 2S

Área de Ensino: Turismo

Cursos

Sigla Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LTU Aviso n.º 14344/2020, de 18 de setembro 6 ECTS 45 160

Horas Efetivamente Lecionadas

LTU2

Teórico-Práticas: 48,00
Seminário: 0,00
Outro: 0,00

LTU2ERASM

Teórico-Práticas: 9,00
Seminário: 0,00
Outro: 0,00

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 3,00
Seminário: 0,13
Outro: 0,53

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

RESUMO DESCRITIVO DA UNIDADE CURRICULAR
O curso de Gestão de Alojamento Turístico tem como objetivo permitir reconhecer, no domínio do turismo e seus condicionantes, a figura do Alojamento em Empreendimentos Turísticos, tanto na sua estrutura física como conceptual. Visa também caracterizar o consumidor hoteleiro e as suas expectativas. Também esclarece a ligação entre o alojamento e o mercado de turismo e as dinâmicas públicas e privadas do mercado.

OBJETIVOS E RESULTADOS DE APRENDIZAGEM ESPERADOS
Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, habilidades e competências a serem desenvolvidos pelos alunos):
1. Dominar a terminologia técnica da área de segurança e gestão de crises no domínio do turismo;
2. Reconhecer a relação entre segurança, risco e crise no setor do turismo;
3. Conhecer o processo de identificação, análise e avaliação da segurança;
4. Conhecer os requisitos éticos e legais em matéria de segurança;
5. Identificar os papéis e funções das diferentes forças, organizações e serviços de segurança;
6. Conhecer as bases da economia de experiências criativas e turísticas
7. Saiba quem cria produtos turísticos no mercado
8. Conhecer as abordagens públicas para o desenvolvimento de recursos, produtos e experiências em turismo
9. Conhecer e aplicar o processo de criação de produtos e experiências turísticas para o setor privado
10. Identificar o enquadramento jurídico das empresas turísticas e o conceito com que se relacionam.
11. Possibilitar a identificação das instalações de consumo do produto hoteleiro do ponto de vista do cliente e do profissional.

COMPETÊNCIAS PARA DESENVOLVER
No final do curso, os alunos devem ser capazes de:
- Reconhecer a importância do alojamento turístico no mercado turístico global;
- Efectuar uma análise crítica e reflexiva das necessidades infraestruturais dos alojamentos turísticos com vista à satisfação dos consumidores;
- Identificar, nas unidades de alojamento turístico, os riscos e pressupostos de segurança que permitem fidelizar o cliente a um destino;
- Interagir com os profissionais da hotelaria utilizando terminologia adequada e reconhecendo índices de gestão de unidades de alojamento turístico, essenciais para a compreensão do mercado e do destino.

Programa

1. Conceitos e terminologias - Alojamento Turístico, Hotelaria e Hotelaria
1.1. Quadro legal para alojamento turístico e empreendimentos turísticos
1.2. Conceitos de acomodação no mercado
1.3. Terminologia utilizada em hotelaria e turismo
2. Segurança e risco no turismo
2.1. Sociedade de risco
2.2. Terrorismo e turismo
2.3. Gerenciamento de risco versus gerenciamento de segurança
3. Agências de planejamento e segurança
3.1. Objetivo e responsabilidades
3.2. Segurança e higiene
3.3. Programas e planos de segurança
4. Planejamento de emergência
4.1. Forças, órgãos e serviços de segurança
4.2. Planos de coordenação
4.3. Processos de gestão de risco
5. Contexto social, econômico, político e empresarial do turismo que condiciona o sucesso de novos produtos e experiências
5.1. Criatividade: Evolução e definição
5.2 Economia criativa; Indústrias culturais e criativas
5.3. Criatividade nas organizações. Intraempreendedorismo.
6. Criatividade no turismo Vs Criação de produto turístico
6.1. Criação de produtos dos setores público vs privado
7. Gestão pública de recursos, produtos e experiências turísticas.
7.1. Análise do potencial turístico do território
7.2. Desenvolvimento de produtos, recursos e experiências das administrações públicas
8. Desenvolvimento de recursos turísticos e experiências do setor privado
8.1 Estágios de desenvolvimento de produtos turísticos
8.2 Estudo de viabilidade
8.3 Implementação
8.4 Marketing
9. Unidades de acomodação
9.1 Infraestrutura de unidades hoteleiras e unidades de alojamento
9.2. Os conceitos básicos relacionados com a gestão de alojamento
9.3. O hotel do ponto de vista do consumidor e profissional
9.4. A segmentação da clientela das unidades hoteleiras
9.5. Expectativas do consumidor de hotel
9.6. Serviços no hotel

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

O programa proposto permite aos alunos adquirir os conhecimentos e desenvolver as competências previstas nos objetivos, na medida em que:
- O Tema 1 responde ao objetivo 10, apresentando a terminologia utilizada no setor hoteleiro, bem como os conceitos de unidades hoteleiras presentes nos destinos turísticos mundiais.
- O tema 2 permite responder aos objetivos 1 e 2, contextualizando a sociedade de risco e os impactos da falta de segurança, crises, por exemplo, terrorismo, para o turismo;
- O tema 3 permite atingir o objetivo 3 no estudo de planos de segurança;
- O Tema 4 responde aos objetivos 4 e 5, apresentando requisitos éticos e legais, bem como agentes de segurança para o setor.
- O tema 5 responde aos objetivos 6 e 7, explorando os conceitos e temas de criação e criatividade.
- O tema 6 vai ao encontro do objetivo 8, que visa compreender os diferentes agentes que podem criar produtos turísticos.
- Os temas 7 e 8 respondem aos objetivos 8 e 9, que se dedicam à exploração do desenvolvimento de recursos, produtos e experiências turísticas para o setor público e abrange todo o processo de criação de um produto ou experiência turística.
- O tema 9 responde aos objetivos 8 e 11, o que explica os conceitos existentes nos destinos turísticos e a respetiva segmentação da clientela, infraestrutura e expectativas dos consumidores.

Bibliografia Principal

Foris, D., Popescu, M., & Foris, T.;A comprehensive review of the quality approach in tourism, Intech Open Science, 10, 159-188, 2018
Beirman, D. ;Tourism Crisis and Safety Management, The SAGE Handbook of Tourism Management, 2018

Bibliografia Complementar

Kainthola, V.P. ;Principles of Hotel Management, Global Media, 2009
Morgan, M.; Lugosi, P. e Ritchie, J. (Eds);The Tourism and Leisure Experience: Consumer and Managerial Perspectives, Channel View Publications, 2010
Bac, D. P., Bugnar, N. G., & Mester, L. E. ;Terrorism and its impacts on the tourism industry, Revista Român¿ de Geografie Politic¿, 17(1), 5-11, 2015

Métodos de Ensino

Os conteúdos serão apresentados de forma dinâmica em aulas expositivas, onde se espera uma forte participação dos alunos, de forma a promover a comunicação, reflexão e discussão de ideias nas diferentes temáticas. Para tal, serão fornecidos exercícios, estudos de caso, vídeos ilustrativos e outros materiais multimédia de apoio. Serão promovidas sessões técnicas / práticas (nas aulas e via plataforma de e-learning), apresentações e debates.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  45
Seminário  Participação Presencial  2
Outras  Projectos  8
Avaliação  Teste/Exame  3
Estudo autónomo  Estudo  102
  Total: 160

Avaliação Contínua

Teste 1 - teste - 35%
Teste 2 - teste - 35%
Trabalho de grupo: 30%

De acordo com o Regulamento do Curso

1. A presença efetiva dos alunos nas aulas estará sujeita a inscrição e, caso o número de faltas por aluno exceda 30% do total de sessões presenciais previstas para cada unidade curricular, será automaticamente transferido para a avaliação final do temporada normal.
2. Nas provas escritas e nos referidos elementos de avaliação é necessário obter uma pontuação mínima de 7,5 (sete vírgula cinco) valores.
3. Caso o aluno falhe ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 nos testes ou nos elementos de avaliação referidos no número anterior, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal.
4. Se o aluno faltar ou obtiver nota inferior a 7,5 na segunda prova escrita (realizada na mesma data da prova escrita final da época normal), pode requerer a inscrição para avaliação durante o período de recurso.
5. Todos os trabalhos académicos escritos previstos na avaliação (relatórios, estudos de caso, etc.) devem ser apresentados na base de dados Turnitin, disponível na plataforma de E-Learning do ISAG, sendo aceitável uma taxa de semelhança até 30%.

Avaliação Final

Teste escrito individual: 100%

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

As metodologias consideradas levam em consideração as características do curso. Apesar de um carácter teórico, a utilização de estudos de caso e outros materiais de apoio visam contribuir para a concretização dos objetivos da unidade curricular, do ponto de vista prático e aplicado.