• EN
  • Ajuda Contextual
  • LinkedIn
  • Facebook
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > MGE2101

Gestão Estratégica

Código: MGE2101    Sigla: GEST

Ocorrência: 2019/20 - 1S

Área de Ensino: Gestão

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
MGE 48 Aviso nº 9883/2017 6 ECTS 54 160

Horas Efetivamente Lecionadas

MGE1

Teórico-Práticas: 3,00
Orientação Tutorial: 0,00

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 3,00
Orientação Tutorial: 0,60

Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 3,00
Victor Manuel Domingos Tavares   3,00
Orientação Tutorial Totais 1 0,60
Victor Manuel Domingos Tavares   0,60

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Victor Manuel Domingos Tavares Regente

Língua de Ensino

Português

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

RESUMO DESCRITIVO DA UNIDADE CURRICULAR
Esta unidade curricular visa desenvolver as competências estratégicas dos estudantes, através da apresentação e discussão de um conjunto de conceitos-chave, modelos e técnicas de análise em estratégia que lhes permitirão integrar o conhecimento das várias áreas funcionais da empresa e ajudarão a tornarem-se gestores que saibam tomar melhores decisões estratégicas, num contexto de negócios interconectado, digitalizado e turbulento. É dada ênfase aos desafios estratégicos dos negócios internacionais, assim como ao estudo de casos que ajudarão a compreender como certas empresas estão a mudar a dinâmica competitiva dos negócios na Era Digital.
Para o efeito, combina teoria, investigação empírica e aplicações práticas com base em critérios de rigor e relevância, para mostrar como as empresas ganham e sustentam vantagens competitivas, numa perspetiva de longo prazo.

OBJETIVOS E RESULTADOS ESPERADOS DA APRENDIZAGEM
Através da combinação dos conhecimentos (académicos e profissionais) mais atuais e aplicados sobre a gestão estratégica com a realização de exercícios práticos e estudos de casos (nacionais e estrangeiros, incluindo PME e grandes empresas), esta unidade curricular tem como principais objetivos:
1. Fornecer os principais conceitos, modelos e ferramentas para uma análise estratégica eficaz dos contextos externo e interno das organizações;
2. Identificar e descrever a natureza das diferentes estratégias a considerar no processo de formulação/formação estratégica;
3. Explicar como se deverá proceder à implementação de estratégias;
4. Evidenciar a importância do alinhamento da estratégia com a estrutura, cultura e liderança, assim como dos sistemas de controlo estratégico.

COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER
No final da unidade curricular, os alunos deverão ser capazes de:
1. Compreender a natureza da estratégia e a sua importância para o sucesso das organizações;
2. Distinguir entre decisões estratégicas, estratégia e gestão estratégica;
3. Entender os diferentes níveis de planeamento e como as estratégias devem evoluir no tempo;
4. Compreender o impacto do ambiente externo e interno na estratégia, o que são grupos estratégicos e como as empresas competem;
5. Entender a importância da análise da cadeia de valor e definir o negócio de uma empresa;
6. Formular objetivos e delinear estratégias de gestão num contexto de globalização e da Era Digital;
7. Saber elaborar um plano estratégico e construir um Balanced Scorecard;
8. Compreender a importância e dificuldades da implementação estratégica.

Programa

Parte I - Análise Estratégica
I.1 - Natureza da estratégia e sua importância
I.2 - O processo de gestão estratégica
I.3 - Análise externa: Estrutura da indústria, forças competitivas e grupos estratégicos
I.4 - Análise interna: Recursos, capacidades e atividades
I.5 - Vantagem competitiva e desempenho empresarial

Parte II - Formulação Estratégica
II.1 - Estratégias de Negócios: Diferenciação, Liderança de Custos e Integração
II.2 - Estratégias de Negócios: Inovação e Empreendedorismo Estratégico
II.3 - Estratégias Corporativas: Integração Vertical e Diversificação
II.4 - Estratégias Corporativas: Aquisições, Alianças e Redes
II.5 - Estratégias Globais: Competição em todo o mundo
II.6 - Estratégias Regionais: União Europeia, Japão, América do Norte, Economias emergentes e China
II.7 - Estratégias em Contexto de Recessão
II.8 - Estratégias de Qualidade

Parte III - Implementação Estratégica
III.1 - Desenho organizacional: Estrutura, Cultura e Liderança estratégica
III.2 - Sistemas e processos de controlo estratégico
III.3 -
Balanced Scorecard

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

A abordagem integrada e progressiva do programa da unidade curricular permitirá que os alunos desenvolvam os conhecimentos e as competências previstas nos objetivos de aprendizagem, garantindo-se a coerência entre os conteúdos programáticos da seguinte forma:

- O objetivo 1 será alcançado com a Parte I, a qual visa fornecer o conhecimento e a articulação dos conceitos salientes relativos à natureza da estratégia e do processo de gestão estratégica, assim como explicar as principais variáveis envolvidas no processo de análise estratégica (externa e interna), tendo em vista a criação de vantagens competitivas sustentáveis a longo prazo;
- O objetivo 2 será assegurado através dos conhecimentos transmitidos na Parte II, que identifica e explica as diversas tipologias de estratégias a implementar, propostos na literatura académica e profissional de referência;
- Os objetivos 3 e 4 serão alcançados através da Parte III, que procura mostrar a importância do desenho organizacional e do controlo estratégico para uma implementação estratégica bem-sucedida.

Bibliografia Principal

ROTHAERMEL, Franck T ;Strategic Management: Concepts and Cases, McGraw-Hill, 2013
Carvalho, José Crespo e Filipe, José Cruz;Manual de Estratégia - Conceitos, Prática e Roteiro, 4ª Edição, Edições Sílabo, 2014

Bibliografia Complementar

Berg, Gerben Van Den e Pietersma, Paul;Os Principais Modelos de Gestão - 77 Modelos que Todo o Gestor Devia Conhecer, Actual Editora, 2015
PUGH, Jonathan e BOURGEOIS III, L. Jay ;Doing Strategy, Journal of Strategy and Management, Vol. 4, Nº 2, pp. 172-179, 2011
ZENG, Ming;Smart Business - What Alibaba's Success Reveals About the Future of Strategy, Harvard Business Review Press, 2018
ISOHERRANEN, Ville e KESS, Pekka ;Analysis of Strategy by Strategy Type and Orientation Framework, Modern Economy, Vol. 2, pp. 575-583, 2011
GRANT, John H. ;Advances and Challenges in Strategic Management, International Journal of Business, Vol. 12(1), pp. 11-31, 2007
AL-DEBEI, Mutaz M. e AVISON, David ;Developing a Unified Framework of the Business Model Concept, European Journal of Information Systems, Vol. 19, pp. 359-376, 2010
NEDELEA, Stefan e PAUN, Laura Adriana ;The Importance of the Strategic Management Process in the Knowledge-Based Economy, Review of International Comparative Management, Vol. 10, Issue 1, March, pp. 95-105, 2009
STAMBAUGH, Jeffrey E. et al.;Before the Attack: A Tipology of Strategies for Competitive Advantage, Journal of Management Policy and Practice, Vol. 12 (1), pp. 49-63, 2011
VASCONCELLOS E SÁ, Jorge A. ;Strategy Moves, Prentice Hall, 2005

Métodos de Ensino

- Exposição teórica dos conteúdos programáticos complementada pela análise de casos reais de sucesso e insucesso, incluindo a visita a uma empresa;
- Discussão nas aulas sobre aspetos teóricos dos conteúdos e dos textos científicos facultados;
- Acompanhamento e orientação dos alunos no estudo, análise de casos e resolução dos exercícios propostos, assim como, quanto aos trabalhos de projeto interdisciplinares a realizar;
- Nas aulas práticas, ocorrerão apresentações dos trabalhos realizados, que serão sujeitas a debate alargado ao grupo-turma.
A aprendizagem será consolidada pelos alunos através do estudo individual, e será aplicada na resolução e defesa de casos práticos.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  45
Outras horas  Participação Presencial  9
Avaliação  Teste/Exame  2
Trabalhos de grupo  Projectos  50
Estudo pessoal autónomo  Estudo  54
  Total: 160

Avaliação Contínua

- Análise e discussão de relatório sobre uma empresa visitada submetida na plataforma E-Learning: 10%
- Realização de case studies e de um trabalho de projeto interdisciplinar em grupo (plano estratégico), submetido na plataforma E-Learning (1): 25%
- Realização de prova escrita individual (1): 65%

NOTAS IMPORTANTES:

a) Análise e resolução de case studies e exercícios práticos (avaliação contínua):
Esta componente de avaliação pressupõe uma atitude de empenho, uma participação ativa e uma contribuição efetiva dos alunos nas aulas. Aplicar-se-á o método de trabalho em equipa.
Será também avaliada a atitude individual dos alunos nas aulas de apresentação de trabalhos dos colegas, onde se espera que revelem capacidade crítica e de questionamento oportuno.

b) A realização do trabalho de projeto interdisciplinar (avaliação contínua):

A realização do trabalho de projeto interdisciplinar carateriza-se por:

As unidades curriculares do mestrado envolvidas no trabalho de projeto são: Economia Monetária e Digital e Gestão Estratégica.

Tal trabalho visará a identificação e análise crítica da envolvente macroeconómica e financeira e da (s) estratégia (s) corporativa (s) de uma empresa, e terá como output um conjunto de recomendações de gestão em tais áreas.

A metodologia de abordagem do trabalho será a seguinte: (i) numa primeira parte, haverá uma recolha de informação de natureza macroeconómica (integrando os conhecimentos adquiridos na unidade curricular de Economia Monetária e Digital) tendo em conta a natureza da empresa a estudar; (ii) numa segunda parte, será realizado um diagnóstico da situação a análise crítica da(s) estratégia(s) prosseguidas pela empresa e terá como output um conjunto de recomendações de natureza estratégica (de acordo com uma estrutura pré-definida e a matéria lecionada em Gestão Estratégica).

A avaliação deste trabalho de projeto terá por base a elaboração de um relatório escrito, e a sua apresentação oral e defesa ocorrerá nas datas previstas na programação indicativa das sessões. Cada uma das suas partes será avaliada apenas na respetiva unidade curricular.

c) Embora os case studies e o trabalho de grupo sejam abordados em contexto de trabalho de equipa, a avaliação será individualizada. Terá em consideração não só o desempenho da equipa na pesquisa e realização de cada elemento da avaliação, mas também o desempenho de cada elemento na apresentação oral.

d) A prova escrita individual terá a duração de 2 horas.


1. A presença efetiva dos estudantes nas aulas será objeto de registo e, caso o número de faltas por estudante exceda 30% do número total de sessões de contacto previstas para cada unidade curricular, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal.

2. Nos testes escritos e nos restantes elementos de avaliação é necessária a obtenção de uma nota mínima de 7,5 (sete vírgula cinco) valores.

3. Caso o estudante falte ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 valores nos testes ou nos elementos de avaliação referidos no número anterior, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal.

4. Caso o estudante falte ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 valores no segundo teste escrito (realizado na mesma data da prova escrita final da época normal) poderá requerer inscrição para avaliação na época de recurso.

5.Todos os trabalhos académicos escritos previstos na avaliação (relatórios, estudos de caso, etc.) terão de ser submetidos na base de dados Turnitin, disponível na plataforma E-Learning do ISAG, sendo aceitável uma taxa de similaridade até 30%.

Avaliação Final

Teste escrito individual: 100%

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

O desenvolvimento das aulas decorrerá harmonizando as metodologias de ensino com os objetivos fundamentais da unidade curricular (UC). Esta será uma UC de aplicação, onde os alunos aprenderão não só o porquê, mas também como a realizar, avaliar e decidir sobre a gestão estratégica.
O fornecimento de informação e de conhecimentos científicos e técnicos previstos nos objetivos será desenvolvido no início de cada assunto a abordar, nas aulas teórico-práticas, onde será estabelecida a relação com outras matérias abordadas em aulas anteriores. Nestas sessões, pretender-se-á desenvolver as competências dos alunos e sensibilizá-los para a importância dos temas abordados em contexto real, contribuindo-se para um melhor enquadramento e também maior facilidade na perceção dos objetivos a alcançar.
Dado o carácter eminentemente prático das matérias a versar, serão apresentados e propostos exercícios e casos práticos de empresas. Os alunos aprenderão fazendo, refletindo e tomando decisões sobre os problemas e alternativas propostas, melhorando as suas competências nos temas em análise.
Tentar-se-á estimular um processo de diálogo em que todos participem, através da sua própria experiência e saber. Assim, partilhar-se-á conhecimento, dúvidas e questões, de modo a beneficiar a aprendizagem dos alunos e a provocar maior motivação dos mesmos. Procurar-se-á, essencialmente, garantir o desenvolvimento das capacidades de aplicar em contextos diferentes os conhecimentos adquiridos, sob influência de diferentes fatores e variáveis.
Os trabalhos práticos de grupo exigidos aos alunos darão um importante contributo para a realização dos objetivos definidos para a UC, proporcionando a compreensão e a aplicação das temáticas em estudo, bem como permitirão mostrar os benefícios dos modelos e ferramentas de gestão estratégica transmitidos.
A realização dos trabalhos práticos terá, ainda, as vantagens de partilha de conhecimentos entre os elementos do grupo, procura de informação externa e contacto com a realidade das empresas. A sua posterior apresentação e defesa contribuirão para o reforço da capacidade de análise que se considera essencial para a consecução dos objetivos desta UC.
A avaliação dos alunos servirá para a aferição da eficácia das metodologias de ensino utilizadas e, se necessário, no futuro poder-se-á realizar correções nas metodologias de ensino.