• EN
  • Ajuda Contextual
  • Imprimir
  • LinkedIn
  • Facebook
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > LTU2330

Técnicas e Sistemas de Agências de Viagens e Operadores Turísticos

Código: LTU2330    Sigla: TSAV

Ocorrência: 2020/21 - 1S

Página Web:http://elearning.isag.pt/
Área de Ensino: Turismo

Cursos

Sigla Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LTU Aviso nº 9929/2017 & Ret. nº 612/2017 4 ECTS 36 106

Horas Efetivamente Lecionadas

LTU3

Teórico-Práticas: 29,50
Outro: 0,00

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 2,00
Outro: 0,40

Língua de Ensino

Português

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

Resumo descritivo da unidade curricular
Pretende-se nesta unidade curricular compreender a dinâmica e estrutura da distribuição turística, bem como o papel dos intermediários na oferta turística.

Distinguir características específicas inerentes à oferta de produtos e/ou serviços por segmentos a montante e jusante, e dominar conceitos sobre a atividade dos diversos intervenientes. Perceber as principais metodologias de trabalho e de análise no processo de atendimento/ acolhimento e informação/ venda de um produto e/ou serviço numa agência de viagens ou de um operador turístico. Conhecer os principais sistemas operativos de distribuição global (Galileo), comandos e procedimentos necessários na relação agente/cliente. Analisar a especificidade do sistema operativo de distribuição global - Galileo.

Objetivos e resultados esperados da aprendizagem

1. Compreender a estrutura da distribuição turística;
2. Dominar os conceitos e terminologias sobre a prática e atividade das agências de viagens e operadores turísticos;
3. Identificar as características específicas dos produtos e/ou serviços turísticos e as suas implicações para a atividade dos agentes de viagens e operadores turísticos;
4. Compreender a programação e definição dos pacotes turísticos;
5. Familiarizarem-se com o GDS Galileo em ambiente Smartpoint.

Competências a desenvolver

1. Sensibilizar os alunos para a importância das temáticas da disciplina e fornecer o conhecimento, os métodos e os instrumentos necessários que lhes permitam obter uma visão global da atividade das agências de viagens e operadores turísticos.
2. Dotar os alunos de uma formação multidisciplinar que lhes permita apreender os conhecimentos administrados na disciplina, e desenvolver capacidades técnico-científicas no sentido da aplicação desses conhecimentos em situações práticas.
3. Desenvolver as capacidades de empatia na relação agente / cliente, persuasão / empenho e autonomia na execução das diversas tarefas.
4. Incentivar e estimular o trabalho em equipa, de modo a que os alunos partilhem as suas ideias e opiniões.

Programa

1. Noções gerais sobre o sistema de distribuição de produtos / serviços turísticos;

1.1. O papel dos intermediários no sistema turístico;

1.2. Caraterísticas específicas dos produtos/serviços turísticos;

2. O papel das agências de viagens e operadores turísticos na cadeia de distribuição turística;

2.1. Operadores turísticos;

2.2. Agências de viagens;

2.3. Outros intermediários turísticos;

2.4. Enquadramento legal;

3. Programação de pacotes turísticos;

3.1. Elementos prévios à programação turística;

3.2. Tipologias de programas;

3.3. Fatores de negociação na construção de pacotes turísticos;

4. Tecnologias de informação e comunicação no turismo;

4.1. Internet e turismo;

4.2. Sistemas de distribuição global;

5. Sistema de reservas Galileo, unidades práticas a lecionar:

5.1. Introdução;

5.2. Flight Availability;

5.3. Selling Air Segments;

5.4. Booking Files;

5.5. Supplementary Data;

5.6. Modifying Booking the Itinerary;

5.7. Modifying Booking Files;

5.8. Fare Displays;

5.9. Fare Quotations;

5.10. Timatic.

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

A abordagem integrada e progressiva do programa da UC permitirá que os alunos desenvolvam os conhecimentos e as competências previstas nos objetivos, garantindo-se a coerência entre os conteúdos programáticos. Os objetivos 1) a 4) serão cumpridos com o material elaborado pelo docente e com recurso à bibliografia principal apresentada, que permitirá ao aluno adquirir o conhecimento e efetuar a articulação dos conceitos relativos à atividade das agências de viagens e dos Operadores turísticos. Em relação aos objetivos 5), será utilizada o Software Galileo em ambiente Smartpoint de forma a dotar os alunos dos conhecimentos necessários ao exercício da atividade.

Bibliografia Principal

Abranja, N.; Alcantara, A.; Braga, C. e Marques, A.;Gestão de Agências de Viagens e Turismo, Lidel, 2018
Travelport;Manual Galileo, Travelport, 2018

Bibliografia Complementar

Zhou Z.;Travel agency and tour operation. In: Jafari J., Xiao H. (eds) Encyclopedia of Tourism, Springer, 2014
Holland, J. e Leslie, D.;Tour Operators and Operations: Development, Management & Responsibility, CABI, 2017
Blasco, A.;Turismo y Transporte, Sintesis, 2001

Métodos de Ensino

Nas aulas serão abordados conteúdos teórico-práticas, quer através de exercícios práticos, da análise de casos práticos ou da realização de trabalhos práticos.

Recurso ao software Galileo em ambiente Smartpoint (Contexto Real) -componente prática.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  30
Outras  Projectos  6
Avaliação  Teste/Exame  3
Estudo autónomo  Estudo  67
  Total: 106

Avaliação Contínua

2 Testes (35% + 35%)

1 trabalhos de Grupo a disponibilizar na plataforma e-learning: (todos os temas do trabalho terão de ser diferentes entre si) + Apresentação do trabalho de Grupo: 30%

Total: 100%



Nos termos do Regulamento da Licenciatura:

a) A presença efetiva dos estudantes nas aulas será objeto de registo e, caso o número de faltas por estudante exceda 30% do número total de sessões de contacto previstas para cada unidade curricular, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal.

b) Nos testes escritos e nos elementos de avaliação referidos é necessária a obtenção de uma nota mínima de 7,5 (sete vírgula cinco) valores.

c) Caso o estudante falte ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 valores nos testes ou nos elementos de avaliação referidos no número anterior, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal.

d). Caso o estudante falte ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 valores no segundo teste escrito (realizado na mesma data da prova escrita final da época normal) poderá requerer inscrição para avaliação na época de recurso.

e) Todos os trabalhos académicos escritos previstos na avaliação (relatórios, estudos de caso, etc.) terão de ser submetidos na base de dados Turnitin, disponível na plataforma E-Learning do ISAG, sendo aceitável uma taxa de similaridade até 30%.

Avaliação Final

Teste escrito individual: 100%

TOTAL: 100%


Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular


O desenvolvimento das aulas decorrerá de forma a relacionar as metodologias de ensino com os objetivos da UC. Esta será uma UC com uma elevada componente prática, onde os alunos aprenderão não só o contexto da atividade de Agente de viagem/ Operador turístico, aspetos da elaboração de um programa de viagens, bem como a forma de trabalhar com um dos programas mais utilizados nas Agências de viagens,
O fornecimento de informação e de conhecimentos científicos e técnicos previstos nos objetivos será desenvolvido no início de cada assunto a abordar, nas aulas teórico-práticas. Nestas sessões pretender-se-á desenvolver as competências dos alunos e sensibilizá-los para a importância dos temas abordados no contexto real atual, contribuindo-se para um melhor enquadramento e também maior facilidade na perceção dos objetivos que se pretendem alcançar.

O trabalho prático de grupo, exigido aos alunos, terá um importante contributo para a realização dos objetivos definidos para a UC, proporcionando a compreensão e a aplicação das temáticas em estudo, bem como permitirá mostrar os conhecimentos adquiridos ao longo das aulas.

A realização do trabalho prático terá ainda as vantagens de partilha de conhecimentos entre os elementos do grupo, procura de informação e, portanto, contacto com a realidade. A sua posterior apresentação e defesa, bem como a análise de um projeto realizado por outro grupo da turma, contribuirão de modo decisivo para o reforço da capacidade de análise que se considera essencial para a consecução dos objetivos desta UC.