• EN
  • Ajuda Contextual
  • LinkedIn
  • Facebook
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > LGH2340

Gestão da Produção Hoteleira

Código: LGH2340    Sigla: GPHOT

Ocorrência: 2019/20 - 2S

Área de Ensino: Gestão

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LGH 65 Aviso nº 9705/2017 & Ret. nº 682/2018 - Novo Plano 6 ECTS 52 160

Horas Efetivamente Lecionadas

Docência - Horas

Teórico-Práticas: 3,00
Seminário: 0,20
Outro: 0,60

Tipo Docente Turmas Horas
Teórico-Práticas Totais 1 3,00
José Henrique Pimenta Varela Gomes   3,00
Seminário Totais 1 0,20
José Henrique Pimenta Varela Gomes   0,20
Outro Totais 1 0,60
José Henrique Pimenta Varela Gomes   0,60

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
José Henrique Pimenta Varela Gomes Regente

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

Objetivos, Competências e Resultados de aprendizagem
RESUMO DESCRITIVO DA UNIDADE CURRICULAR
Serão ministrados princípios científicos de gestão da produção hoteleira necessários para produzir os bens e serviços fornecidos por uma unidade hoteleira. Serão tratados temas como as tendências tecnológicas de evolução do setor de produção hoteleira, inovação e tecnologia ao serviço da produção hoteleira. Compreender a gestão de produção e fluxos, aspetos financeiro e humano, a organização dos diferentes componentes do serviço hoteleiro (Cozinha, Bar, Instalações Frigoríficas, Lavandaria e Rouparia, Armazenamento em Hotelaria). Planear e controlar a produção hoteleira. Identificação dos principais equipamentos e suas características.
OBJETIVOS E RESULTADOS ESPERADOS DA APRENDIZAGEM
1.Proporcionar conhecimentos de Gestão da Produção Hoteleira que permitam identificarem técnicas e métodos modernos de resolução de problemas de produção e o estabelecimento de objetivos compatíveis com a estratégia da organização;
2 Reforçar o domínio científico e técnico sobre o planeamento;
3 Desenvolver competências cognitivas sobre a gestão da Produção Hoteleira, Equipamentos, a Importância do Frio no setor alimentar, Fontes de Energia
4 Perceber o ciclo operacional de operacional;
5 Identificar os mecanismos necessários para implementar um sistema operacional de eficaz;
6 Capacitar os alunos para a racionalização da utilização dos recursos na Hotelaria;
7 Controlar cada fase do ciclo operacional
8 Analisar a evolução do negócio e incrementar medidas assertivas;
COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER
1 Diagnosticar e resolver problemas de gestão da produção hoteleira
2 Identificar e conceber sistemas de gestão da produção hoteleira
3 Identificar os constrangimentos de um sistema produtivo em hotelaria
4 Implementar as correções ao nível da gestão da produção hoteleira
5 Aplicar os conhecimentos na otimização de sistemas de produção existentes
6 Selecionar e utilizar métodos e técnicas da gestão da produção para a resolução de problemas
7 Saber definir as melhores condições para atingir os objetivos gerais da organização, no que diz respeito ao cumprimento dos orçamentos;
8 Saber selecionar e distinguir as diferentes fontes de energia para um sistema de produção hoteleira.
9 Saber diagnosticar o negócio e implementar medidas assertivas;

Programa

Programa
I. Introdução à Gestão
1. Níveis de gestão
- Tesouraria
- Financeira
- Económica
2. Noções básicas de microeconomia.
II. Noção de Custo e Receita
1. Definição de Custo
1.1 Custos Fixos e Custos Variáveis
1.2 Custos Controláveis
1.3 Custos Diretos e Indiretos
1.4 Custos Totais, Unitários e Médios
1.5 ¿Prime Cost¿
1.6 Custos Previstos e Históricos
2. Definição de Receita
2.1 Receitas em termos monetários
2.2 Receitas em termos não monetários
3. Noção de ¿Break¿Even Point¿

III. O Ciclo do Produto/ Operacional
1. Caracterização

2. A Encomenda e o Processo de Compra
2.1 Caracterização dos produtos
2.2 Caracterização dos fornecedores
2.3 Procedimentos de controlo da Encomenda/Compra:
2.3.1 Ao nível da qualidade
2.3.2 Ao nível da quantidade
2.3.3 Ao nível do valor
2.3.4 Ao nível documental

3. A Receção das Mercadorias
3.1 Definição e importância
3.2 Procedimentos de controlo da Receção de Mercadorias:
3.2.1 Ao nível da qualidade
3.2.2 Ao nível da quantidade
3.2.3Ao nível do valor
3.2.4Ao nível documental

4. O Armazenamento
4.1 As diferentes necessidades de armazenamento
4,2. As diferentes áreas de armazenamento
4.3. Quantidade a armazenar:
4.3.1 Stock Mínimo
4. 3.2 Stock de Alerta
4.3.3 Stock Máximo
4.3.4 Stock Médio
4.4. Valor Armazenado
4.4.1 Custo Médio Ponderado
4.4.2 F.I.F. O
4.4.3 L.I.F. O
4.4.4 N.I.F. O
4.5 O controlo documental
4.5.1 A ficha de stock
4.5.2 A ficha de frigorífico
4.6. Sistemas de controlo de Existências
4.6.1 Inventário Permanente
4.6.2 Inventário Intermitente
4.6.3 Stock Fixo
4.6.4 Inventário Físico
4.7 Dimensionamento do armazenamento
5. A Distribuição
5.1 Controlo documental
5.1.1 A Requisição Interna
5.1.2 As Transferências Internas

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

Recorrer-se-á a aulas teórico-práticas onde se apresentarão e discutirão os conceitos, metodologias e técnicas da gestão da produção hoteleira, planeamento, gestão dos equipamentos, das instalações, otimização e rentabilidade da produção hoteleira, avaliação de desempenho das operações e implementação do melhor sistema de produção. Os conceitos e técnicas serão exemplificados por via da resolução de problemas e da análise de casos.
A metodologia de ensino/aprendizagem assenta no aprofundamento de conceitos teóricos, ilustrados através da abordagem de casos práticos sobre os vários temas da Gestão da Produção Hoteleira em contexto de sala da aula. A aprendizagem é consolidada através do estudo individual e que será aplicada na resolução e defesa de casos práticos. Para o efeito, utilizar-se-ão programas de software específicos existentes no mercado e exposições teóricas com recurso a "data-show". Será ainda fomentada a elaboração de relatórios de apresentação oral dos resultados obtidos.

Bibliografia Principal

Rodrigues Costa;Introdução à Gestão Hoteleira, LIDEL (4ª Edição), , 2012. ISBN: 9789727578603
DITTMER, Paul R.; J. Desmond Keefe III;Principles of Food, Beverage, and Labor Cost Control, John Wiley & Sons, 2011. ISBN: 978-111810039

Bibliografia Complementar

Manuel AI Quintas;Organização e Gestão Hoteleira, Oteltur, 2006. ISBN: 9789729995804

Métodos de Ensino

Recorrer-se-á a aulas teórico-práticas onde se apresentarão e discutirão os conceitos, metodologias e técnicas da gestão da produção hoteleira, planeamento, gestão dos equipamentos, das instalações, otimização e rentabilidade da produção hoteleira, avaliação de desempenho das operações e implementação do melhor sistema de produção. Os conceitos e técnicas serão exemplificados por via da resolução de problemas e da análise de casos.
A metodologia de ensino/aprendizagem assenta no aprofundamento de conceitos teóricos, ilustrados através da abordagem de casos práticos sobre os vários temas da Gestão da Produção Hoteleira em contexto de sala da aula. A aprendizagem é consolidada através do estudo individual e que será aplicada na resolução e defesa de casos práticos. Para o efeito, utilizar-se-ão programas de software específicos existentes no mercado e exposições teóricas com recurso a "data-show". Será ainda fomentada a elaboração de relatórios de apresentação oral dos resultados obtidos.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  45
2 Teste escritos  Teste/Exame  3
Estudo autónomo  Estudo  100
Seminario  Participação Presencial  3
Trabalho  Projectos  9
  Total: 160

Avaliação Contínua

2 testes escritos individual: 2 x 40%
1 Ficha de Trabalho: 1 x20%
2 actividades na plataforma de e-learning.

De acordo com o Regulamento da Licenciatura

1. A presença efetiva dos estudantes nas aulas será objeto de registo e, caso o número de faltas por estudante exceda 30% do número total de sessões de contacto previstas para cada unidade curricular, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal.
2. Nos testes escritos e nos elementos de avaliação referidos é necessária a obtenção de uma nota mínima de 7,5 (sete vírgula cinco) valores.
3. Caso o estudante falte ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 valores nos testes ou nos elementos de avaliação referidos no número anterior, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal.
4. Caso o estudante falte ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 valores no segundo teste escrito (realizado na mesma data da prova escrita final da época normal) poderá requerer inscrição para avaliação na época de recurso.
5. Todos os trabalhos académicos escritos previstos na avaliação (relatórios, estudos de caso, etc.) terão de ser submetidos na base de dados Turnitin, disponível na plataforma E-Learning do ISAG, sendo aceitável uma taxa de similaridade até 30%.

Avaliação Final

Prova escrita: 100 %
Os trabalhos práticos ou teórico práticos poderão também ser considerados, com uma ponderação correspondente a metade da considerada no âmbito da avaliação contínua, desde que o aluno comunique tal intenção ao docente através do preenchimento de impresso próprio a ser disponibilizado pelo docente no momento da realização da prova escrita.

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

O desenvolvimento das aulas decorrerá conciliando os métodos de ensino com os objetivos fundamentais da unidade curricular (UC). Esta será uma UC, na qual os alunos aprenderão não só os diferentes conceitos, mas também a sua evolução, a sua razão de ser e a forma de os calcular e avaliar.
A transmissão da informação e dos conhecimentos científicos e técnicos previstos nos objetivos no início de cada conteúdo a abordar nas aulas teórico-práticas, onde será relacionará com os conteúdos abordados nas sessões anteriores. Nestas aulas, pretende-se desenvolver as competências dos alunos e sensibilizá-los para a importância dos temas abordados em contexto real, contribuindo-se para um melhor enquadramento e também maior facilidade na perceção dos objetivos a alcançar.
Tentar-se-á estimular um processo de diálogo em que todos participem, através da sua própria experiência e saber. Assim, ir-se-á partilhar conhecimento, úvidas e questões, de modo a beneficiar a aprendizagem dos alunos e a provocar maior motivação dos mesmos. Procurar-se-á, essencialmente, garantir o desenvolvimento das capacidade de aplicar em contextos diferente os conhecimentos adquiridos, sob influência de diferentes fatore e variáveis.
Os trabalhos de grupo ou individuais exigidos aos alunos darão importante contributo para a realização dos objetivos definidos para UC, proporcionando a compreensão, aplicação e avaliação das temáticas transmitidas.
A sua posterior apresentação e defesa contribuirão para o reforço da capacidade de análise que se considera essencial para a consecução dos objetivos da UC.
A avaliação dos alunos servirá para a aferição da eficácia das metodologias de ensino utilizadas e se necessário, proceder, no futuro, às correções necessárias