• EN
  • Ajuda Contextual
  • LinkedIn
  • Facebook
Você está em: Início > Cursos > Unidades Curriculares > LGH2111

Informática Aplicada à Hotelaria

Código: LGH2111    Sigla: IAHOT

Ocorrência: 2019/20 - 2S

Página Web:http://elearning.isag.pt/isag1920/
Área de Ensino: Informática

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Anos Curriculares Créditos Horas Contacto Horas Totais
LGH 60 Aviso nº 9705/2017 & Ret. nº 682/2018 - Novo Plano 4 ECTS 36 106

Horas Efetivamente Lecionadas

Docência - Horas

Práticas: 2,00
Outro: 0,40

Tipo Docente Turmas Horas
Práticas Totais 1 2,00
Bruno Miguel Pacheco Vieira   2,00
Outro Totais 1 0,40
Bruno Miguel Pacheco Vieira   0,40

Docência - Responsabilidades

Docente Responsabilidade
Bruno Miguel Pacheco Vieira Regente

Software

Virtual Hotel (Galileo)

Língua de Ensino

Português

Objectivos, Competências e Resultados de aprendizagem

RESUMO DESCRITIVO DA UNIDADE CURRICULAR
A Unidade curricular de Informática Aplicada tem como principal objetivo incrementar o nível de conhecimentos dos discentes ao nível dos sistemas de informação, permitindo alargar a sua capacidade de compreensão acerca do seu funcionamento e importância para a Industria Hoteleira.
Nesta unidade curricular são abordados os conceitos fundamentais relacionados com esta área de conhecimento, sua aplicação e enquadramento na indústria Hoteleira.


OBJETIVOS E RESULTADOS ESPERADOS DA APRENDIZAGEM
Os objetivos da unidade curricular são os seguintes:
1. Descrever e identificar o papel dos Sistemas de informação na gestão das organizações;
2. Caracterizar tipos de Sistemas de Informação e compreender o seu impacto no âmbito do turismo;
3. Utilizar os Sistemas de Informação e Gestão do turismo: Sabre, Galileo, Amadeus, Worldspan e/ou outros.


COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER
Com esta unidade curricular, pretende-se que os discentes adquiram as seguintes competências:
1. Identificar um sistema de informação para a gestão do turismo e reconhecer a importância da sua utilização;
2. Saber utilizar um sistema de informação para a gestão do turismo de forma autónoma: Galileo, Amadeus, Worldspan e/ou outros;

Programa

1. Sistema de Informação Organizacional
1.1. O conceito de Sistema
1.1.1. Teoria Geral dos Sistemas;
1.1.2. Características Gerais dos Sistemas.
1.2. O Sistema Organizacional
1.3. Sistemas de Informação
1.3.1. Sistema - Conceito e exemplos;
1.3.2. Sistema de Informação - Conceito e componentes;
1.3.3. Sistema de Informação e sistemas informático;
1.3.4. Sistema de Informação e Tecnologias de Informação;
1.3.5. Principais tipos de sistemas de informação;
1.3.6. Fases de desenvolvimento dos sistemas de informação.
1.4. O papel das Tecnologias da Informação na Gestão das Organizações
1.5. Sistemas de Informação Empresariais
1.5.1. A evolução dos Sistemas de Informação nas Organizações;
1.5.2. Os Sistemas de Gestão de Bases de Dados;
1.5.3. Sistemas de ERP (Enterprise Resource Planning);
1.5.4. Sisteas de CRM (Customer Relationship Management);
1.5.5. Sistemas de Informação Interorganizacionais.
2. Sistemas de Informação para apoio à atividade turística
2.1. Evolução histórica dos Sistemas de Informação turísticos
2.2. Tipos de Sistemas de Informação turísticos - Sistema de reserva Computorizado (CRS), Sistema de distribuição global (GDS), Sistemas de distribuição pela internet (IDS), Sistema de Gestão de Destino (DMS)
2.3. Sistemas de distribuição pela internet (IDS)
3. Os SI turísticos e a distribuição turística
3.1. Utilização dos meios eletrónicos
3.2. Tendências do canal de distribuição turística
4. A Internet e o turismo
4.1. Redes sociais
5. E-Business para o turismo
6. Análise de alguns websites: agência de viagem on-line, sistemas de reservas de hotéis on-line, sistemas de gestão de companhias aéreas, sistemas de gestão de destinos
7. Análise dos sistemas mais usados: Sabre, Galileo, Amadeus, Worldspan, e outros
8. Sistemas de Informação aplicados à Gestão Hoteleira
8.1. Multimédia para a Hotelaria
8.1.1. Produção de multimédia para aplicação à hotelaria e ao turismo
8.2. Análise e implementação de um software de Gestão de Hotéis
8.2.1. Reservas, Check-In, Check-Out;
8.2.2. Contas correntes, movimentos e faturação;
8.2.3. Gestão de reservas;
8.2.4. Reservas de grupo;
8.2.5. Night Auditor;
8.2.6. Relatórios de reservas/Receção;
8.2.7. Plannings;
8.2.8. Relatórios, Estatísticas e Impostos.

Demonstração da Coerência dos Conteúdos Programáticos com os Objetivos da UC

Nesta unidade curricular serão ministrados conteúdos que permitam ao estudante conhecer técnicas e ferramentas aplicadas à Informática Aplicada. Nesse sentido iniciar-se-á a unidade com conceitos introdutórios gerais (tópicos 1 a 7) que darão resposta aos Objetivos 1 e 2, passando para a sua aplicação prática utilizando softwares específicos (tópico 8) completando o Objetivo 3.

Bibliografia Principal

Costa, R., Sousa, T;Gestão Comercial Hoteleira, Lidel, 2015. ISBN: 978-972-757-957-0
ABRANJA, N., ALCÂNTARA, A., BRAGA, C., MARQUES, A. e NUNES, R.;Gestão de Agências de Viagens e Turismo, Edições Lidel, 2011. ISBN: 978-972-757-855-9

Bibliografia Complementar

Ribeiro, N.;Multimédia e Tecnologias Interativas, FCA - Editora Informática, 2012. ISBN: 978-972-722-744-0
RAMOS, C.M.Q., RODRIGUES, P.M.M. e PERNA, F.;Sistema de Informação para apoio ao Turismo, o caso dos Dynamic Packaging, Revista Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação, 2008
CARVALHO, A., LOPES, F. e MORAIS, M.;Desenvolvimento de Sistemas de Informação, FCA - Editora Informática, 2005. ISBN: 972-722-461-X

Métodos de Ensino

A metodologia a utilizar contemplará estratégias expositivas, demonstrativas e de experimentação. As apresentações multimédia servirão de suporte à parte mais expositiva dos conteúdos. A parte mais prática da matéria será maioritariamente dedicada à realização de atividades de aplicação dos conteúdos lecionados, assumindo aqui o docente, a função de tutor, relembrando conceitos e funcionalidades, prestando auxílio e incentivando os alunos a refinarem e a aperfeiçoarem os seus desempenhos.
No decurso das aulas os alunos serão sempre incentivados a ter uma postura pró-ativa de participação crítica, acerca dos conteúdos expostos e a apresentarem assuntos da atualidade para debate.


Modo de Avaliação

Avaliação distribuída com exame final

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  30
Avaliação Individual  Teste/Exame  3
Outros  Participação Presencial  6
Estudo autónomo individual  Estudo  67
  Total: 106

Avaliação Contínua

Elementos da Avaliação Contínua:
Duas provas escritas individuais, cada um com uma ponderação de 35% da nota final.
Um trabalho de grupo (duas atividades submetidas através da plataforma e-learning) com uma ponderação de 30% da nota final.

Nos termos do Regulamento da Licenciatura:
a) A presença efetiva dos estudantes nas aulas será objeto de registo e, caso o número de faltas por estudante exceda 30% do número total de sessões de contacto previstas para cada unidade curricular, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal;
b) Nos testes escritos e nos elementos de avaliação definidos é necessária a obtenção da nota mínima de 7,5 valores;
c) Caso o estudante falte ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 valores nos testes ou nos elementos de avaliação referidos no número anterior, será automaticamente transferido para a avaliação final da época normal;
d) Caso o estudante falte ou obtenha uma classificação inferior a 7,5 valores no segundo teste escrito (realizado na mesma data da prova escrita final da época normal) poderá requerer inscrição para avaliação na época de recurso;
e) Todos os trabalhos académicos escritos previstos na avaliação (relatórios, estudos de caso, etc.) terão de ser submetidos na base de dados Turnitin, disponível na plataforma E-Learning do ISAG, sendo aceitável uma taxa de similaridade até 30%.

Avaliação Final

Elementos da Avaliação Final:
Prova escrita individual com a ponderação de 100%.

Nos termos do Regulamento da Licenciatura:
O(s) trabalhos(s) práticos ou teórico-práticos referidos poderão ser considerados, com uma ponderação correspondente a metade da considerada no âmbito da avaliação contínua, desde que o aluno comunique tal intenção ao docente através do preenchimento de impresso próprio a ser disponibilizado pelo docente no momento da realização da prova escrita.

Demonstração da Coerência das Metodologias de Ensino com os Objetivos de Aprendizagem da Unidade Curricular

A metodologia de ensino assume características teórico-práticas adequadas à natureza das matérias lecionadas e aos objetivos da unidade curricular. É incentivado o espírito de reflexão e descoberta nos alunos como forma de verdadeira obtenção de qualificações quer ao nível da assimilação de conhecimentos teóricos, quer ao nível da capacidade da sua aplicação a situações práticas. Desta forma serão atingidos os objetivos definidos, quer no que respeita à compreensão dos conceitos, quer no que se refere à capacidade para a sua aplicação prática.